IMAGEM

Receita Federal

SPC Brasil


Política Capixaba

» Notícias

Espírito Santo fecha ano de 2011 com R$ 2 bilhões em Cheques Sem Fundo

Notícias (17/01/12)  
O comércio capixaba fechou o ano de 2011 com um prejuízo de R$ 2 bilhões só em cheques sem fundo. O levantamento foi divulgado nesta segunda-feira (16) pela Associação de Representantes de Bancos do Espírito Santo (Arbes).

De acordo com o presidente da entidade, Jorge Eloy, o número é considerado assustador, embora grande parte desse valor seja recuperado após negociações com os consumidores inadimplentes. "Preocupam-nos ainda os cheques pré-datados emitidos em dezembro e que serão compensados no primeiro trimestre de 2012", disse.

O temor acontece principalmente por causa das dívidas tradicionais de início de ano, como pagamento de IPTU, IPVA e despesas com material escolar. "Com o endividamento, muitos consumidores não conseguem honrar os cheques pré-datados emitidos. O planejamento e o orçamento familiar são fundamentais para a boa administração financeira das famílias", orientou.

De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Vitória (CDL), Carlo Fornazier, no primeiro trimestre do ano sempre há um aumento no número de cheques devolvidos por causa da falta de planejamento dos consumidores, mas os prejuízos são amenizados depois das negociações.

"Realmente neste período o volume de cheques devolvidos aumenta, mas geralmente nós chamamos os clientes, damos um prazo maior e eles acabam pagando a dívida", disse.

Apesar do aumento da inadimplência no início do ano, Fornazier explica ainda que o número de consumidores que ainda utilizam o cheque nas compras vem diminuindo consideravelmente e, com isso, o calote também vem sofrendo queda com esse tipo de pagamento.

"As pessoas passaram a comprar com cartão de crédito e o uso do cheque ficou menos corriqueiro. Na medida em que se passa a usar menos também há maior eficiência na forma de pagamento".

Segundo Fornazier, o índice de inadimplência de clientes que usam o cheque representa cerca de 1% em seu estabelecimento comercial. "É menor do que a taxa que pago de administração do cartão de crédito", exemplificou.

Fonte: Folha Vitória



Feliz Natal!
ar2
Webmail Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google RSS Feeds
© 2015, CDL São Gabriel da Palha - Todos os direitos reservados

SISTEMA CNDL