IMAGEM

Receita Federal

SPC Brasil


Política Capixaba

» Notícias

Após 2 anos de queda, Inadimplência sobe 5,34% em 2011, dizem Lojistas

Notícias (07/01/12)  

Alta da inadimplência em 2011 decorre de juros altos e crise financeira.
Em bases mensais, inadimplência sobe há 11 meses consecutivos.

A taxa de inadimplência subiu 5,34% em todo ano passado, na comparação com 2010, informou nesta sexta-feira (06.11.12) a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas em conjunto com o Serviço de Proteção ao Crédito. O aumento acontece após dois anos de recuo, registrado em 2009 e 2010.

"A inadimplência mais alta em 2011 é resultado da instabilidade econômica provocada pela crise financeira internacional e as consequências dela na perda da confiança de empresários e consumidores. Além disso, o equívoco da condução da política monetária nos primeiros meses do ano [alta dos juros], com cinco elevações consecutivas na taxa básica de juros, foi preponderante para consolidar um quadro de maior endividamento das famílias", informou a CNDL, em conjunto com o SPC Brasil.

Mês de dezembro

Em termos mensais, houve um crescimento de 2,29% na taxa da inadimplência em dezembro do ano passado, contra o mesmo mês de 2010. Trata-se da décima primeira elevação consecutiva contra o mesmo mês do ano anterior - comparação que é considerada mais apropriada pela CNDL.

Previsão para 2012
A expectativa do presidente da CNDL é de que a taxa de inadimplência cresça menos em 2012. A previsão da entidade é de uma expansão de 2,5%. "A inadimplência vai desacelerar neste ano. Esperamos uma melhora a partir de fevereiro, quando haverá uma injeção de recuros na economia por conta do aumento do salário mínimo [de R$ 545 para R$ 622]", informou ele.

Consultas
A CNDL e o SPC Brasil disseram ainda que o número de consultas para compras a prazo e para pagamentos com cheques (indicador relacionado com o volume de vendas) subiu 4,79% em 2011, na comparação com o ano anterior. Este aumento, segundo os lojistas, se deve à queda do desemprego, ao aumento da renda e à maior oferta de crédtio, entre outros.

Cancelamentos de registros
Os dados da CNDL/SPC Brasil mostram ainda que houve um aumento de 4,94% no cancelamento dos registros (de inadimplência) no ano passado, em comparação com 2010. "Mesmo com sinais de desaquecimento, o mercado de trabalho continua apresentando resultados positivos na geração de empregos", informaram os lojistas.

Metodologia
A CNDL lembra que sua base de dados incorpora os grandes e pequenos varejistas, mas não inclui as operações com cartões de crédito. As transações com cartões de crédito absorvem cerca de 20% do volume total de operações, segundo estimativas da entidade. Os dados da CNDL envolvem, porém, a consulta em mais de 150 milhões cadastros de pessoa física (CPF) de consumidores em 800 mil pontos de vendas credenciados.

Fonte: G1




Feliz Natal!
ar2
Webmail Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google RSS Feeds
© 2015, CDL São Gabriel da Palha - Todos os direitos reservados

SISTEMA CNDL