IMAGEM

Receita Federal

SPC Brasil


Política Capixaba

» Notícias

Falta de informação de empresários encarece em até 3% a renegociação de dívidas

Notícias (23/06/14)  
Um estudo da consultoria financeira Mark 2 Market revelou que os bancos podem cobrar de 2% a 3% a mais em renegociações de dívidas por falta de conhecimento das empresas.

Atualmente, 50% dos contratos de dívidas e derivativos são renegociados antes da data de vencimento, no entanto, no momento de trazer o débito para o valor presente, os bancos costuma acrescentar uma cobrança de 2% a 3% ao ano de spread (diferença entre o preço de compra e venda da transação).

O estudo mostrou que o valor médio dos empréstimos renegociados é de aproximadamente R$ 5 milhões. O spread bancário por operação varia, portanto, entre R$ 100 e R$ 150 mil ao ano. “Muitas vezes, as empresas não compreendem o cálculo para trazer a dívida futura a valor presente, principalmente, as que não têm muito contato com o mercado financeiro”, afirmou o sócio diretor da Mark 2 Market, Rodrigo Amato. Segundo ele, essas companhias operam aproximadamente R$ 10 bilhões por ano no mercado financeiro.

O executivo conta que compreender a fórmula é o primeiro passo para aumentar o poder de negociação com os bancos. “Mesmo sabendo fazer a conta, as empresas ainda dependem dos bancos para liquidar a dívida, portanto, não dá pra garantir que a cobrança será evitada".

Ele diz que, com um conhecimento adequado, é recomendável ir a mercado em busca de taxas mais atrativas, principalmente depois do advento da portabilidade do crédito. "Se um banco cobra 2% de spread, é possível encontrar outro disposto a cobrar 1% ou até menos”, diz.

Rodrigo Amato explica também que o valor justo da liquidação antecipada deve levar em conta apenas o prazo restante para o vencimento do contrato e a taxa de mercado na data da renegociação. “Com o pagamento antecipado da dívida, acaba o risco de crédito e de mercado, o banco recebe de volta os recursos e pode emprestá-los novamente. Portanto, a cobrança adicional não tem sentido econômico”, esclarece.

Fonte: Info Money




ar2
Webmail Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google RSS Feeds
© 2015, CDL São Gabriel da Palha - Todos os direitos reservados

SISTEMA CNDL