IMAGEM

Receita Federal

SPC Brasil


Política Capixaba

» Notícias

Otimismo do empresário brasileiro chega ao nível mais baixo da história

Notícias (09/01/14)  

O otimismo do empresário brasileiro fechou 2013 em queda livre. Com recuo de 38 pontos percentuais ao longo do ano, o Brasil caiu 10 posições, passando da 22ª no terceiro trimestre, para 32º no quarto trimestre de 2013, conforme informou o IBR (International Business Report) realizado pela Grant Thornton. 

Segundo o relatório, a queda do otimismo dos donos de negócios do País é a maior entre outras 44 economias pesquisadas. Enquanto a média global foi de 27%, a confiança dos brasileiros ficou em apenas 10%.

Para os empresários brasileiros o grande entrave para os planos de expansão das empresas é a burocracia, com 53%. O índice coloca o País como o 5ª entre os mais burocráticos. A incerteza econômica também é vista como uma barreira para 48% dos entrevistados. 

No último trimestre de 2013, entre os executivos consultados no Brasil, 64% preveem aumento das receitas de suas empresas, uma redução de 7 p.p. em relação ao trimestre anterior. Apesar da queda, o Brasil ainda está à frente da média global, que é de 52%. Já 57% estimam elevar a lucratividade, contra 52% no 3º trimestre do ano, um aumento de 5 p.p. e acima do 40% da média global.

Em relação aos investimentos, apenas 22% dos executivos planejam investir, uma redução de 6 p.p. em relação ao último trimestre, e um resultado muito pouco acima da média global, de 19%. "Infelizmente, até agora o Brasil não tem conseguido tirar proveito dos grandes eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas. Inclusive, com a demora dos estádios sendo uma vitrine muito negativa mundialmente para o País, demonstrando a dificuldade de se conviver com a burocracia e o 'custo Brasil'", disse o sócio da Grant Thornton Brasil, Nelson Barreto.

Regionalmente, o otimismo na América Latina chegou a 26%, contra 38% no trimestre anterior, o valor mais baixo desde 2009. Impulsionado em grande parte pelo Brasil, mas também por outras quedas como México com 58%, queda de 2 p.p., e Argentina que tem índice negativo de -4%, contra -2% do trimestre anterior e ocupa a 39ª posição do ranking global.

Otimismo mundial
Mundialmente os setores mais promissores são os de saúde, e de infraestrutura como abastecimento de água, eletricidade e gás, com 36%. O menos otimista é o de tecnologia limpa, com 11%.

Na lista dos países mais otimistas estão os empresários das Filipinas e Emirados Árabes (90%), Peru (84%), Indonésia (78%), Nova Zelândia e Dinamarca (74%) e Reino Unido (71%). Entre os menos otimistas, estão a França (-38%), Grécia e Tailândia (-20%), Espanha (-9%), Taiwan (-6%) e Itália (-4%).

Fonte: Info Money





ar2
Webmail Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google RSS Feeds
© 2015, CDL São Gabriel da Palha - Todos os direitos reservados

SISTEMA CNDL